Área Restrita

Alunas da Fapan apresentam 17 trabalhos no 53º Congresso da SBMT

30/08/2017
Notícias
Graduação

Entre os dias 27 e 30 de agosto, foi realizado o 53º Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical (SBMT), em Cuiabá, Mato Grosso. A acadêmica do 4º período de Fisioterapia da Fapan, Alana Barbosa Luz, e a acadêmica do 10º período de Farmácia, Alani Coelho Flamini,  tiveram 17 trabalhos aprovados para o congresso e os apresentaram em poster eletrônico durante o evento.

 

 

Dentre os trabalhos apresentados, estão: "Assistência de fisioterapia em sequelas respiratórias em pacientes pós tuberculose" e "Prevalência de enteroparasitas em crianças associadas a fatores socioeconômicos no estado de Mato Grosso: uma revisão de literatura", o último foi desenvolvido na iniciação científica com as turmas de Fisioterapia, Farmácia e Odontologia. Os trabalhos apresentados pela aluna de Farmácia originaram durante este período, em que a mesma desenvolveu várias pesquisas na área da parasitologia.

 

O Congresso de Medicina Tropical associado a Reunião de Chagas e Leishmanioses, realizado pela SBMT, tem relevância internacional. Pois traz debates atuais de doenças como a tuberculose, febre amarela, hanseníase, além de cursos e palestrantes de grande importância na pesquisa de ciências da saúde.

 

A Fapan, em nome de todo o corpo docente e administrativo, parabeniza as alunas Alana Barbosa Luz e Alani Coelho Flamini,  por estarem caminhando em uma trilha de sucesso acadêmica e profissional.  

 

 

Veja Também

07/11/2016
Institucional

Athenas promoveu treinamento para colaboradores

Nos dias 03 e 04 de novembro, o Athenas Grupo Educacional promoveu uma série de treinamentos dos processos de matrícula e rematrícula, destinados as Secretárias Acadêmicas, Auxiliares de Secretaria Acadêmica, Gerentes Financeiros, Assistentes Financeiros e Consultores de Relacionamento (CRM). As atividades foram desempenhadas na Faculdade Panamericana de Ji-paraná (UNIJIPA). Os trabalhos foram conduzidos pelo Colaborador e Prof. Luiz Carlos Pereira.

14/05/2015
Institucional

Escola pública conquista 186 medalhas em olimpíadas de Matemática com professor que usa jogos em sala

Luiz Felipe Lins sempre gostou de resolver problemas. Na época de estudante, percebeu que a Matemática, ensinada na base da decoreba, inspirava medo em seus colegas. Decidiu, então, encarar o desafio de tornar a disciplina prazerosa. Hoje, aos 42 anos, pode-se dizer que ele tirou nota dez nessa prova. Na Escola Municipal Francis Hime, na Taquara, onde o professor Luiz Felipe brinca com os números, 186 alunos já conquistaram medalhas em olimpíadas de Matemática. Agora, o mestre prepara seus pupilos para mais um passo nessa estrada vitoriosa: a Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP), em junho.

Comentários

CAPTCHA Image
Recarregar Imagem