ENEM: Você já sabe das novidades e prazos para a realização da prova deste ano de 2020?

athenas Administração, Arquitetura e Urbanismo, Biomedicina, Ciências Contábeis, Comunicação Social - Publicidade e Propaganda, Direito, Educação Física - Bacharelado, Educação Física - Licenciatura, ENEM, Enfermagem, Engenharia Ambiental, Engenharia Civil, Engenharia de Produção, Farmácia, Fisioterapia, Institucional, Odontologia, Psicologia

Novas datas foram anunciadas pelo ministro da Educação, Abraham Weintraub.

O Ministério da Educação (MEC) vai realizar a primeira aplicação da versão digital do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) nos dias 22 e 29 de novembro. As datas foram anunciadas pelo ministro da Educação, Abraham Weintraub, nesta sexta-feira, 17 de abril. A previsão inicial, conforme edital publicado, era que as provas do Enem Digital fossem aplicadas em 11 e 18 de outubro.

De acordo com o ministro, a realização do Enem 2020, digital e impresso, está garantida. “É um ano de desafio, em razão da pandemia de coronavírus. No entanto, não é isso que vai fazer que percamos o ano […] Não podemos deixar para depois uma geração inteira de médicos, enfermeiros, engenheiros e professores. Não faz sentido”, afirmou.

A implantação do Enem digital terá início neste ano, de forma progressiva. Assim, em 2020, até 100 mil pessoas poderão fazer a prova no novo modelo. “São 100 mil voluntários, isto é, só quem quiser fazer a prova nesse modelo. Eles estarão espalhados por todos os estados”, disse.

As vagas serão disponibilizadas para os primeiros participantes que optarem pela edição digital. A previsão é que a consolidação da prova digital seja realizada até 2026. Após esse período, não haverá mais a versão em papel.

A estrutura do exame no modelo digital será igual à da versão impressa, que acontecerá nos dias 1º e 8 de novembro. As inscrições para os dois modelos de provas deverão ser realizadas de 11 a 22 de maio na Página do Participante ou no aplicativo Enem.

O participante que optar por fazer o Enem 2020 impresso não poderá se inscrever na edição digital. Após concluir o processo, o candidato não poderá alterar a opção que escolher. “Tem muito tempo para passar a quarentena do coronavírus. Nenhum estudante vai ficar para trás. A gente vai retomar os estudos e a economia”, afirmou.
O ministro lembrou que, em razão do isolamento social determinado em estados e municípios, o MEC flexibilizou o número de dias letivos em 2020. “Neste momento, está seguindo tudo normal. O ano letivo não está comprometido com a flexibilização para menos de 200 dias. Nós pedimos que as escolas deem o currículo de 800 horas”, disse.
Assessoria de Comunicação Social

Inep vai assegurar gratuidade a estudantes que não conseguiram solicitar isenção

Objetivo é garantir o benefício a participantes que não solicitaram a isenção em razão da pandemia de coronavírus

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) vai garantir a gratuidade da taxa de inscrição do Enem 2020 aos participantes que atendem aos requisitos legais estabelecidos em edital e que não conseguiram realizar a solicitação do benefício com a paralisação das aulas em estados e municípios.

De acordo com o presidente do Inep, Alexandre Lopes, o objetivo é não prejudicar estudantes de escolas que tiveram as atividades suspensas em estados e municípios em razão da pandemia causada pelo novo coronavírus. “Ninguém será prejudicado ou ficará para trás”, disse.

A concessão da gratuidade será dada pelo Inep, sem necessidade de solicitação pelo participante, durante o período de inscrição do exame, que acontecerá de 11 a 22 de maio.

Podem obter a isenção da taxa de inscrição estudantes que:
 Cursam a última série do ensino médio em 2020, em escola da rede pública declarada ao Censo da Educação Básica;
 Cursaram todo o ensino médio em escolas públicas ou como bolsista integral na rede privada e tenha renda per capita igual ou inferior a um salário mínimo e meio;
 Estão em situação de vulnerabilidade socioeconômica, por ser membro de família de baixa renda, inscrita no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico), que requer renda familiar per capita de até meio salário mínimo ou renda familiar mensal de até três salários mínimos.

O prazo previsto em edital para estudantes de todo o país solicitarem a isenção aconteceu de 6 a 17 de abril. Os resultados dos cerca de 3 milhões de pedidos recebidos pelo Inep serão divulgados em 24 de abril.

Assessoria de Comunicação Social – MEC

FAPAN

Saiba mais sobre nossa faculdade e os cursos de graduação oferecidos. Desde a área da computação até à saúde. Se você ainda não estuda conosco, aproveite sua nota Enem e venha voar mais alto. Acesse:
https://fapan.edu.br/

Sempre alcançando voos mais altos!