FAPAN ADVERTE SOBRE CUIDADOS E ORIENTAÇÕES DE PREVENÇÃO DO CORONAVÍRUS

athenas Institucional

Com o objetivo de disseminar informações relevantes das autoridades de saúde a respeito do Coronavírus (COVID-19), a Faculdade do Pantanal (Fapan) disponibiliza orientações e cuidados para evitar e prevenir a propagação da doença.

O que é o coronavírus (COVID-19)

Coronavírus é uma família de vírus que causam infecções respiratórias. Alguns coronavírus podem causar doenças graves com impacto importante em termos de saúde pública, como a Síndrome Respiratória Aguda Grave (SARS), identificada em 2002, e a Síndrome Respiratória do Oriente Médio (MERS), identificada em 2012. O novo agente do coronavírus (SARS-CoV-2) foi descoberto no final de 2019 após casos registrados na China e provocar a doença chamada de COVID-19. O número de casos registrados mobilizou organismos internacionais e a comunidade científica na busca por respostas sobre prevenção, transmissão e tratamento desse novo tipo de coronavírus. 

Transmissão

As investigações sobre a transmissão do coronavírus ainda estão em andamento, mas a disseminação da doença se dá pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como:

  • Gotículas de saliva;
  • Espirro;
  • Tosse;
  • Catarro;
  • Contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão; e
  • Contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

Sintomas

 Os sintomas são semelhantes a um resfriado. Podem, também, causar infecção do trato respiratório inferior, como as pneumonias. Os principais indícios são:

  • Febre;
  • Tosse; e
  • Dificuldade para respirar.

Prevenção

Entre as medidas preventivas dos órgãos de saúde estão:

  • Evitar contato próximo com pessoas que sofrem de infecções respiratórias agudas ou que apresentem sintomas da doença;
  • Realizar lavagem frequente das mãos, especialmente após contato direto com pessoas doentes ou com o meio ambiente.  Se não houver água e sabonete, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;
  • Utilizar lenço descartável para higiene nasal;
  • Cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir;
  • Evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca;
  • Higienizar as mãos após tossir ou espirrar;
  • Não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas;
  • Manter os ambientes bem ventilados;
  • Limpar e higienizar objetos e superfícies tocados com frequência; e
  • Evitar contato próximo com animais selvagens e animais doentes em fazendas ou criações.

Como higienizar as Mãos com Água e Sabonete?

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), é possível reduzir em até 40% a incidência de infecções e doenças como diarreia, resfriados e conjuntivite.

Além de higienizar, lavar as mãos é uma atitude simples, rápida e eficiente para prevenir a disseminação de infecções. Se você ainda não tem este habito, adquira! Confira os passos abaixo para uma boa Higienização com a utilização de água e sabonete.

Álcool Gel pode ser uma alternativa para higienização

Geralmente adotado por pessoas que passam o dia na rua e que não têm tempo para lavar as mãos com água e sabão sempre que necessário, o álcool em gel pode ser uma solução.

Em entrevista, a médica Gláucia Varkuja, infectologista pelo instituto de Infectologia Emílio Ribas e membro do Instituto Brasileiro de Segurança do Paciente (IBSP) afirmou que o produto alcoólico é considerado o padrão ouro pela Organização Mundial de Saúde: é mais eficiente que higienizar as mãos com água e sabão, por se tratar de produto com ação antisséptica, ou seja, é maior a redução da carga microbiana presente nas nossas mãos com produto antisséptico do que com água e sabão comum.

Fonte: OPAS/OMS Brasil, Ministério da Saúde, Instituto Brasileiro para Segurança do Paciente (IBSP) e Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS).

#Fapan Informa

#Alcance Voos Mais Altos!


Siga a gente em nossas redes sociais: